Benefícios Silibin
4,6 vezes
mais biodisponível
ação anti-
hepatotóxica
REDUÇÃO
NOS NÍVEIS DE
ENZIMAS HEPÁTICAS
AUXILIA
NO TRATAMENTO DE
DOENÇAS NO FÍGADO
Concentração recomendada: 240-360 mg/dia.

Silibin é um complexo de silibina e fosfatidilcolina (1:2) com tecnologia Phytosome® que é responsável por uma maior biodisponibilidade e maior eficácia terapêutica da silibina. Pode ser utilizado no tratamento e prevenção de doenças do fígado como cirrose, esteatose hepática não alcoólica, hepatite e fibrose através de sua ação anti-hepatotóxica.

A silibina presente no Silibin é 4,6 vezes mais biodisponível que a silibina de outros extratos. Nos primeiros estudos (realiazados em meados de 1990), oito voluntários saudáveis de 16 a 26 anos, tomaram doses orais de 360 mg de Silibin, seja como fitossomas ou silimarina não complexada. O Silibin da silimarina aumentou ligeiramente no plasma a partir de uma hora após a administração e declinou para níveis mínimos em oito horas (Figura 01).

O fitossoma de Silibin Phytosome® estava substancialmente presente no plasma por uma hora, atingiu o pico em torno de duas horas,e após oito horas era quase três vezes o nível de Silibina da silimarina. Ao medir a área total sob a curva, determinou que o Silibin Phytosome® foi absorvido 4,6 vezes melhor que a Silibina não complexada da silimarina.

Um outro estudo de múltiplas doses foi realizado com esses mesmos voluntários jovens saudáveis. No lugar de uma dose única de 360 ​​mg, o Silibin Phytosome® foi administrado duas vezes ao dia (120 mg a cada 12 horas, totalizando 240 mg de silimarina diariamente) durante oito dias. Este padrão de dosagem manteve as concentrações plasmáticas elevadas e alta absorção total obtida pela dose mais alta (360 mg) administrada por um dia. Não houve declínio na eficiência de absorção após vários dias de ingestão.

Foram feitos várias outras análises envolvendo um total de 232 pacientes com transtornos hepáticos tratados com Silibin Phytosome®. As ingestões diárias variaram de 240-360 mg de Silibin Phytosome®, tomadas por até 150 dias entre as refeições.

Os indivíduos-controle também foram tratados com silimarina não complexada ou com placebo ou sem tratamento. A avaliação da eficácia foi baseada principalmente em níveis séricos de enzimas hepáticas, aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT) e gama-glutamiltranspeptidase (GGT).

Os pesquisadores chegaram à conclusão de que o Silibin Phytosome® teve efeito clínico de extrema relevância. Nos pacientes com hepatite alcoólica, AST sérica e ALT retornaram ao normal significativamente mais rápido com o uso de Silibin Phytosome® do que com a preparação de referência de Silimarina não complexada.

Também foram realizados estudos na Univerdade de Florença
Pesquisadores da Universidade de Florença, examinaram o efeito de Silibin Phytosome® em 20 pacientes com hepatite crônica ativa (B e/ou C). Durante este teste de uma semana, 10 pacientes receberam 480 mg de Silibin Phytosome® diariamente e 10 receberam placebo.

Uma redução nos níveis séricos de ALT (29%), AST (25%) e GGT (20%) foi observado no grupo Silibin Phytosome®. Os níveis plasmáticos de silimarina aumentaram acentuadamente no 7º dia, atingindo níveis consistentes como os medidos no estudos farmacocinéticos. No grupo placebo, apenas GGT apresentou queda significativa (8% em comparação com 20% no grupo Silibin).

Eficácia clínicado Silibin Phytosome®
Redução nos níveis de enzimas hepáticas. AST, GGT, ALT em 7 dias de suplementação.

Silimarina e Silibin Phytosome®
Silibin Phytosome® é absorvido pelo menos quatro vezes mais do que a silimarina, atingindo o fígado rapidamente e aparecendo na bile dentro de algumas horas. Enquanto a silimarina deve ser administrada em doses de aproximadamente 420 mg por dia para se obterem benefícios, Silibin Phytosome® pode produzir benefícios nas doses tão baixas quanto 120 mg por dia, mas pode ser administrada com segurança em doses de 240 a 360 mg diariamente.

Saiba mais sobre os efeitos adversos
Uma vez que os efeitos adversos são possíveis em uma maior ingestão, são necessários cuidados quando o uso do medicamento é contínuo e acima de 240 mg por dia. Além dos efeitos hepatoprotetores, a silibina possui capacidade de quelação de ferro.

Conheça os casos de indicação do uso de Silibin
Hepatite viral, hepatopatias crônicas de diferente etiologia (tóxicas, metabólicas, infecciosas, alcoólicas) cirrose hepática, esteatose. Hepatoprotetor em terapias de reposição hormonal e tratamento de quimioterapia.

Inovação e qualidade,
juntos na mesma via.

Cadastre e receba a Via News Central de vendas:

0800 775 5718 | (11) 2067 5718

Endereço: Rua Funchal, 418. Vila Olímpia
São Paulo - SP - CEP: 04551-060

FACEBOOK

Something is wrong.
Instagram token error.