#ViaFarmaÉFuncional

Conheça Também

Alluvia®. Leveza, beleza e cuidado com o corpo. Redução de medidas de maneira saudável e funcional.

O Alluvia® trata-se de um extrato obtido através de uma nova variedade de Camellia Sinensis encontrado no Quênia, localizado próximo à linha do Equador. Seu cultivo é realizado em altas altitudes (1500 – 2500 metros acima do nível do mar), e em vista da alta exposição à luz ultravioleta no ambiente de crescimento o extrato é naturalmente abundante de polifenóis únicos. Além dos compostos polifenólicos usuais encontrados em outras variedades de Camellia, como o epigalocatequina-galato (EGCG) e o galato de epicatequina (ECG), o Alluvia® é único por conter também antocianidinas (malvidina, pelargonidina e cianidina 3-O-galactosídeo) e 1,2-di-O-galloyl-4,6-O-(S)- hexahydroxydiphenoyl-β-D-glucose (GHG), um polifenol único. Outra diferença na composição está em seu teor de cafeína, que é relativamente menor em comparação com chá verde e preto. Podemos destacar como benefícios do uso de Alluvia® o efeito anti-obesidade, atividade antioxidante e efeitos anti-aging e clareamento da pele.

As catequinas regulam positivamente as enzimas hepáticas metabolizadoras de lipídios, incluindo a Carnitina-Palmitoil Transferase (CPT) 1. As primeiras evidências que demonstraram a importância do complexo CPT na oxidação de lipídios foram destacadas por Frityz e Yue, em 1963, que através da incubação de cardiomiócitos, mostraram evidências do papel do complexo CPT no transporte de ácidos graxos (AG) para o interior da mitocôndria em conjunto com a carnitina. Atualmente, acredita-se que a enzima CPT 1 esteja envolvida na regulação da oxidação de lipídios, limitando a entrada de AG de cadeia longa para o interior da mitocôndria, tendo a sua atividade e expressão gênica moduladas por alguns fatores como treinamento físico e nutrientes como as catequinas. Um estudo publicado em 2015 no International Journal of Biomedical Science, observou que o uso do Alluvia® em animais suprimiu significativamente o ganho de peso corporal e as acumulações de gordura abdominal e hepática. Os autores observaram que a suplementação de Alluvia® aumentou a expressão de CPT1A no fígado dos animais. Em ensaio in vitro, tanto o Alluvia® como o GHG aumentaram a expressão de CPT1A em células hepáticas (HepG2).

Esses dados relacionados ao efeito anti-obesidade foram observados em estudo feitos com humanos. Em um estudo publicado em 2015, os autores verificaram os efeitos da suplementação de 1,5 g das folhas na forma de chá, o equivalente à 100mg Alluvia®, durante 4 semanas, sobre alguns parâmetros sanguíneos e testes de composição corporal e de medidas antropométricas de indivíduos obesos com índice de Massa Corporal (IMC) superior a 24.

Os autores observaram que após a suplementação houve uma redução significativa (p< 0,05) no IMC, peso, porcentagem de gordura corporal, circunferência de quadril e espessura da gordura subcutânea da região abdominal. Para os dados de peso de gordura corporal, gordura abdominal, circunferência de cintura e gordura subcutânea do braço a redução apresentou uma diferença estatística de p< 0,01. Além dos efeitos anti-obesidade também podemos destacar o efeito da utilização do Alluvia® sobre o aumento do colágeno na derme e como clareador da pele pela inibição da enzima tirosinase que é responsável pela conversão de melanina nos queranócitos.

#AlluviaÉViaFarma
#ViaFarmaÉFuncional
Fale com a Via Farma

Rua Funchal, 418. 17º andar. Vila Olímpia - São Paulo - SP - CEP: 04551-060